A Polícia Militar juntamente com a Polícia Civil de Canarana – MT, através de denúncia anônima localizaram o local em que residia uma família indígena, onde a avó, teria enterrado sua neta, um bebê recém nascido por volta das 16h desta terça-feira 05.06.2018, tudo com o consentimento da mãe do bebê.

Por volta das 21h, ao começarem a escavar se surpreenderam com o choro do recém nascido e se emocionaram ao conseguir salvar a vida do bebê.
A avó explicou que a bebê teria que ser sacrificada pelo fato de a mãe ser solteira, o que não é permitido pela sua etnia. A etnia é do Parque Nacional do Xingu onde existem 19 nações indígenas. A criança foi salva pelo major João Paulo, sargentos Fernando e Oliveira e pelo soldado Henrique.

Share this content: