Noticias

Autora de homicídio contra jovem em Crateús foi presa na tarde desta quinta

Compartilhe!

Por volta das 17:00 horas desta quinta (28) na Rua Francisco Mariano- Bairro Fátima I- Crateús foi presa através de mandado de prisão expedido pelo juiz da 1ª Vara da Comarca de Crateús Dr Francisco Gilmário Barros a: Jéssica Leitão de Araújo, solteira.

Contra a mesma existia um mandado de prisão. Ela é acusada de ter envolvimento em um homicídio que aconteceu no dia 15 de fevereiro de 2018 na Rua Francisco Denis de Macedo bairro Fátima I, onde a vítima foi a pessoa de Islene Pereira Alcântara -22 anos, solteira, natural de Crateús, residente naquele endereço.

No dia do crime a vítima estava na sala e amiga DAYSA estava no quarto com uma criança, quando chegaram duas pessoas em uma motocicleta o garupeiro desceu e efetuou disparos contra Islene que morreu dentro da própria residência. Os autores evadiram-se local. Diligências foram realizadas e no dia 14 de Março de 2018 na cidade de Ararendá o executor foi preso: Luzivando Lemos de Souza 21 anos, desocupado, residente em Quixeré. Ele era fugitivo da cadeia de Russas. O mesmo confessou a autoria do crime e disse que foi juntamente com Jéssica praticar o homicidio. Naquele dia, ela era quem conduzia a motocicleta. Observação: Jéssica era a esposa do Antonio Carlos, que acabou sendo assassinado em Ubajara e, de acordo com o que apurou a polícia, a intenção de Jéssica era matar DAYSA (amiga de Islene) pois a mesma havia ficado com Antônio Carlos e ela para se vingar planejou de tirar a vida da mesma, E para isso entrou em contato com presidiário Fernando que determinou que luzivando viesse a Crateus praticar o crime,

só que Islene acabou sendo morta por engano.

Hoje, Policiais Civis, equipe comandada pela Delegada Regional Anna Scotti, com apoio da Equipe Raio localizaram a acusada que foi conduzida para Delegacia de Polícia Civil de Crateús e nesta sexta deverá está sendo mandada para Cadeia Pública de nossa cidade.

Em entrevista à nossa reportagem a delegada Regional Ana Scotti relatou que o crime já foi totalmente desvendado e que Islene realmente foi morta por engano, pois a intenção era matar Daysa.


Compartilhe!

Dr Andre Luis médico otorrinolaringologista. Mais de 20 anos de experiência. Atende na Laboclínica. 36912167

error: Conteúdo Protegido !!